• Por IPC

Escoliose Idiopática do Adolescente












Escoliose

Escoliose é o termo dado a curvaturas laterais na coluna vertebral. Hoje em dia tem-se como parâmetro mínimo a curvatura lateral maior que 10. Existem diversos tipos de escoliose, que podem ser classificadas quanto a sua causa ou período de aparecimento, cada uma tendo suas indicações específicas de tratamento.

Escoliose Idiopática do Adolescente: É definida pela presença de curvatura lateral na coluna maior que 10 graus e a presença de rotação vertebral, com início por volta dos 10-18 anos de idade.

Diversos mecanismos são propostos como causa-raiz/participante no surgimento da EIA. Como fatores genéticos e metabólicos, alterações no Sistema Nervoso Central, ou até mesmo a biomecânica única do bipedismo humano.

Segundo proposta de tratamento da “Scoliosis Research Society” (Maior grupo de estudos sobre escoliose) e estou da sociedade americana de cirurgia da Coluna (NASS) o uso de colete por 13 horas diárias em curvas de 20-40 graus é capaz de evitar necessidade de abordagem cirúrgica em até 90% dos casos. Existem diversos tipos de coletes cada um projetado para se adaptar e auxiliar do tratamento dos diferentes padrões de EIA, sendo os principais critérios utilizados o de Lenhert-Scroth e o de Rigo.

Como a EIA pode se apresentar em diversos padrões, hoje em dia os cirurgiães utilizam a classificação de Lenke, que divide a EIA em seis tipos principais nove outros subtipos para auxiliar na decisão de qual nível instrumentar, onde parar a instrumentação e se é possível reduzir o número de vértebras a serem operadas.

#Escolioseidiopáticadoadolescente #Diagnóstico #Métodonãoinvasivo #Saúdedoadolescente

26 visualizações
oie_transparent.png
  • White Facebook Icon
  • Branco Twitter Ícone
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2019  IPC - Patologia da Coluna - Todos os direitos reservados - Desenvolvido by ANBInfo